APAMT

LOGIN PARA ASSOCIADOS

Curta nossa página no Facebook

Notícias

Reunião científica da APAMT discute saúde mental do trabalhador

22/09/2014 21:08:47

Cerca de 50 profissionais, entre médicos do trabalho, médicos de outras especialidades e demais profissionais da saúde, como psicólogos, participaram, no último sábado, dia 20 de setembro, da 4ª Reunião Científica da Associação Paranaense de Medicina do Trabalho (APAMT), que debateu, em três palestras, as psicopatologias ocupacionais.

Dr. Gabriel Monich Jorge abriu o evento tratando da correlação entre perfis de personalidade e desencadeamento de psicopatologias, explicando que, apesar de todas as pessoas estarem sujeitas a desenvolveram alguma doença mental, é possível identificar, dentro da comunidade laboral, perfis de trabalhadores mais propensos a terem problemas, por conta de seu comportamento e, até, trabalhar ações preventivas.

Já o psiquiatra Dr. João Luiz da Fonseca Martins explicou a relação entre medicamentos psicotrópicos e seus efeitos colaterais adversos impactantes para atividades laborais, mostrando que ao medicar um paciente com algum produto farmacológico, é preciso atentar as funções e horários de trabalho da pessoa a ser medicada, para evitar perda da qualidade de vida, da produtividade, ou mesmo a ocorrência de acidentes de trabalho. Para determinadas funções, o médico recomenda a adoção de tratamentos alternativos, ou mesmo a alteração da atividade desempenhada pelo profissional.

Dr. Alexandre Zatera fechou o evento falando sobre a importância da avaliação psicossocial. Tratando de su definição e metodologia, o médico do trabalho explicou que perguntas sobre a vida pessoal, os relacionamentos e a forma de pensar do trabalhador devem ser incluídas na anamnese do exame admissional e dos periódicos e a atenção ao que se passa com a mente e o comportamento do trabalhador deve receber o mesmo rigor que a avaliação física.

Ainda um tabu no ambiente laboral, por conta da dificuldade de identificação e da possibilidade de se simular tanto a doença quanto um falso quadro de plena saúde, a saúde mental vem ganhando cada vez mais importância na medicina do trabalho. “A saúde mental é algo que é bastante desafiador na saúde ocupacional. A maioria das doenças, hoje, no nosso dia a dia, envolve algum sofrimento psíquico. O tratamento também é desafiador, porque pessoas com as mesmas patologias reagem de forma diferente aos tratamentos. E a capacidade laborativa é fortemente influenciada”, avaliou o diretor da APAMT Dr. Jean Alexandre Corrêa Vieira, que coordenou a mesa.

 

voltar

 

hidea.com - agência web
Copyright © APAMT | Todos os direitos reservados.