APAMT

LOGIN PARA ASSOCIADOS

Curta nossa página no Facebook

Notícias

APAMT orienta população sobre segurança e prevenção de acidentes no trabalho

29/07/2014 15:09:06

Ação realizada no Largo da Ordem no último domingo, 27 de julho, marcou a passagem do Dia Nacional de Prevenção ao Acidente de Trabalho

No meio do artesanato e das comidinhas curitibanas, a Medicina do Trabalho teve espaço, no último domingo (27), na tradicional feirinha do Largo da Ordem: uma das barracas da feira foi ocupada pela Associação Paranaense de Medicina do Trabalho. Em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção aos Acidentes de Trabalho, os visitantes da feira puderam conhecer os equipamentos de proteção, conversar com médicos e receber orientação e dicas sobre as condutas no ambiente de trabalho e no dia-a-dia que ajudam a evitar acidentes e doenças ocupacionais.

Médicos, funcionários da APAMT e uma equipe de recreadores interagiram com a população, distribuíram material impresso com orientação e realizaram jogos educativos com os visitantes para fixar a cultura da prevenção, mostrando a importância de se atentar a todas as regras de segurança no desenvolvimento de uma atividade profissional e de se evitar uma conduta de risco.

No Brasil, são registrados mais de 700 mil acidentes de trabalho a cada ano, com quase 3 mil mortes. Apenas Rússia, China, Estados Unidos e Indonésia registram mais acidentes por ano. Com suas grandes indústrias, o Paraná é o quinto estado no país com maior número de acidentes, 49 mil em 2012, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Para a APAMT, grande parte dos acidentes e doenças no trabalho podem ser evitados por meio da prática simples de prevenção, que passa pelo conhecimento dos riscos da atividade e do ambiente de trabalho, o uso correto dos equipamentos de proteção, a organização do local de trabalho e o estabelecimento e respeito rigoroso de procedimentos de rotina. “A ideia principal desse trabalho é mostrar à população os aspectos importantes do risco no ambiente de trabalho. E um risco muito comum é o de acidentes, em qualquer atividade, desde as atividades administrativas até a construção civil o trabalhador pode, por um deslize, em um momento de distração, sofrer um acidente de trabalho, que pode ser leve, pode causar o afastamento do trabalho por um ou mais dias, deixar sequelas ou, até matar. Mas nós temos mecanismos de prevenção. As empresas são obrigadas e fornecê-los. E existem profissionais prearados para isso.”, lembra o presidente da APAMT, Paulo Zétola.

Ele destaca, ainda, que procedimentos de segurança não são detalhes ou preciosismo das empresas, são condutas obrigatórias e fundamentais para a prevenção da integridade física dos trabalhadores. “Há empresas que têm programas completíssimos de saúde e segurança no trabalho, com determinações como o uso obrigatório do corrimão nas escadas ou a de estacionar o carro de ré, para, se precisar sair rápido, em uma emergência, não se perder tempo manobrando. E, nessas empresas, não tem acidente, não tem gente doente, o trabalhador produz melhor e mais satisfeito, além de não se perder com o afastamento e diminuir impostos”, explica.

O presidente da APAMT ainda destacou a importância da participação da população laboral, a percepção de riscos e proposição de soluções, por meio das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes (Cipas). “Muitas vezes, além profissionais de saúde e segurança do trabalho, o próprio trabalhador é a pessoa que melhor pode identificar situações de risco presentes no seu dia-a-dia. E, se a empresa der voz a isso, eles passam a se conscientizar, apontar o problema e propor soluções, bem como levar mais a sério e esclarecer seus colegas sobre as orientações dos profissionais de saúde e segurança no trabalho, promovendo a cultura de prevenção”.

 

voltar

 

hidea.com - agência web
Copyright © APAMT | Todos os direitos reservados.