APAMT

LOGIN PARA ASSOCIADOS

Curta nossa página no Facebook

Notícias

NOTA DE PESAR – Prof. Luiz Carlos Morrone

23/04/2014 10:45:20

(7/5/1944 – 12/4/2014)

A Associação Nacional de Medicina do Trabalho – ANAMT cumpre o doloroso dever de comunicar a morte do Professor Luiz Carlos Morrone, nome que se tornou símbolo e exemplo do ensino e da prática da Medicina do Trabalho no nosso país.

Aos 69 anos e 11 meses, o Prof. Morrone encerra um ciclo de 45 anos de bons serviços prestados à Saúde Pública, à Saúde do Trabalhador e à Medicina do Trabalho. Formado em 1969, pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa de São Paulo, Morrone seguiu os passos de seus mestres Bernardo Bedrikow e Diogo Pupo Nogueira, e acompanhou os passos de seus contemporâneos Jorge da Rocha Gomes, Frida Marina Fischer e René Mendes, entre outros, cumprindo os passos de formação acadêmica na Faculdade de Saúde Pública da USP, em São Paulo. Obteve o Mestrado em Saúde Pública em 1979 e o Doutorado em 1997. Sua carreira acadêmica foi concentrada na Faculdade de Ciências Médicas, onde trabalhava desde 1976, no ensino da Medicina do Trabalho na Graduação e na Pós-Graduação, onde coordenou programas de Especialização e de Residência em Medicina do Trabalho, criando, também, o Ambulatório de Doenças Profissionais da Santa Casa. Muitas gerações de médicos do trabalho devem sua formação ao Prof. Morrone e seus assistentes.

Na vida associativa, Morrone dedicou-se integralmente a múltiplas tarefas junto à Associação Nacional de Medicina, onde ocupou cargos de direção, coordenou eventos e participou ativamente de comissões e comitês técnicos sobre os mais variados temas, com ênfase nas questões de ensino da Medicina do Trabalho. Dedicou-se, também, às atividades associativas paulistas, no Departamento de Medicina do Trabalho da APM, na Sociedade Paulista de Medicina do Trabalho e na Associação Paulista de Medicina do Trabalho, onde era seu atual Diretor Científico.

Na carreira profissional, Morrone trabalhou em instituições públicas e privadas, destacando-se o tempo que dedicou ao Serviço Social do SESI (1973-1981) e ao Hospital do Servidor Público Estadual, do IAMSPE (1972-2008), até sua aposentadoria. Nesse Hospital, organizou e dirigiu, também, programa de Residência em Medicina do Trabalho. Em atividades públicas, trabalhou na Secretaria Estadual do Trabalho, na Secretaria Estadual de Saúde e na Secretaria Municipal de Saúde, sempre em cargos de direção ou coordenação de atividades de Saúde do Trabalhador. Sua carreira inclui o mandato de Superintende da Fundacentro (1986/87), e breves passagens por empresas de economia mista e empresas privadas.

Uma das marcas registradas dos 45 anos de atividade profissional do Prof. Luiz Carlos Morrone foi sua dedicação e pertinácia. Trabalhando, literalmente, dia e noite, em prol da Medicina do Trabalho, sobretudo com os compromissos de Professor dedicado, dificilmente se terá conhecimento de outro profissional tão intimamente comprometido e obsessivamente “pé de boi” como ele.

Seria longa a lista de atributos aplicáveis ao nosso querido amigo e companheiro. De todos, porém, destacamos os frutos que deixa como professor dedicado, orientador incansável e obstinado, e como exemplo de profissional íntegro, batalhador e lutador destemido.

Os médicos do trabalho brasileiros e as entidades representativas da especialidade Medicina do Trabalho rendem seu pleito de respeito e homenagem a Luiz Carlos Morrone. Pelos caprichos da Vida, a morte lhe chegou poucos dias antes de completar 70 anos, mas o que Morrone fez em 45 anos dedicados à Medicina do Trabalho poucos alcançariam fazer, ainda que vivessem um século!

Obrigado, Morrone! Nós não lhe esqueceremos jamais!

(Escrito pelo Prof. René Mendes, em nome da ANAMT)

 

voltar

 

hidea.com - agência web
Copyright © APAMT | Todos os direitos reservados.