APAMT

LOGIN PARA ASSOCIADOS

Curta nossa página no Facebook

Notícias

Aconteceu no último Sábado ( 27 de julho ) a Campanha de Rua da APAMT - Dia Nacional de Prevenção ao Acidente de Trabalho

02/08/2013 19:19:37

Os médicos do trabalho de Curitiba foram à Boca Maldita, neste sábado, 27/07, para uma ação em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção ao Acidente de Trabalho. Durante toda a manhã, a Associação Paranaense de Medicina do Trabalho (Apamt) ofereceu orientação sobre procedimentos de prevenção aos acidentes, demonstração dos equipamentos de prevenção e auferiu a pressão arterial dos trabalhadores que circularam pelo calçadão da rua XV de Novembro. "O acidente de trabalho causa altos custos à sociedade, pois além do risco da perda de vidas, tira do mercado pessoas em sua idade produtiva, causa o afastamento do trabalho, o pagamento de indenizações, a aposentadoria precoce. Por isso a necessidade de promovermos essa ação de prevenção, mostrando ao trabalhador como diminuir os riscos e esclarecendo, também, quais as obrigações das empresas", disse o diretor científico da Apamt, Edevar Daniel. Segundo o Ministério do Trabalho, ocorrem, em média, 700 mil acidentes de trabalho por ano no Brasil, com 3 mil mortes. "Mas esse é o dado oficial, de casos registrados. No mercado informal, no meio rural e mesmo em empresas que não registram seus acidentes, esse número deve dobrar", comentou o médico. Daniel explica que 70% dos acidentes de trabalho são ocasionados pelo que se classifica de ato inseguro: "a ação de uma pessoa que não seguiu as normas de segurança, ou não usou equipamento obrigatório, ou não estava preparada para a função". Assim, a Apamt orienta todos os trabalhadores para que: conheçam os riscos de sua atividade, sigam todas as regras de segurança, mantenham o local de trabalho organizado, use todos os equipamentos e vestuários obrigatórios, sigam rigorosamente os procedimentos operacionais, não improvisem e, na dúvida, parem. A associação também alerta para que se cobre a responsabilidade dos empregadores: fornecer os equipamentos de proteção aprovados pelos órgãos competentes, orientar e capacitar os trabalhadores, atualizá-los sempre que necessário, cumprir os protocolos de segurança e comunicar os eventuais acidentes ao Ministério do Trabalho. "A maioria das empresa é séria e cumpre com suas obrigações. Mas ainda temos algumas que resistem a adotar todos os procedimentos e oferecer todos os equipamentos. E isso é muito preocupante", conclui Edever Daniel. Visitando a exposição, o técnico em segurança do trabalho Norbert Henrique Kochack Suchek aprovou a iniciativa. “Trabalho na indústria e sei como é difícil conscientizar o pessoal da importância de se seguir todos os protocolos de prevenção de acidentes. Às vezes, para aumentar a produtividade, ganhando alguns segundos por etapa, eles descumprem alguma das regras e isso que causa o acidente”, disse. Norbert destacou a importância de se alertar a população em geral para o problema. “Acidentes de trabalho matam 10 pessoas por dia no Brasil. A dengue, por exemplo, mata muito menos e está cheio de campanhas nas ruas”, comparou.

 

voltar

 

hidea.com - agência web
Copyright © APAMT | Todos os direitos reservados.